terça-feira, 29 de outubro de 2013

A UNE SOMOS NÓS, NOSSA FORÇA E NOSSA... o que mesmo?


Na tarde chuvosa de junho de 1980 eu estava nesta cena na Praia do Flamengo com um amigo e uma namorada argentina para participar da manifestação contra a demolição da sede cor-de-rosa da União Nacional dos Estudantes (UNE), que tinha sido determinada pelo então presidente João Batista de Figueiredo.
A cena foi a mesma que hoje se repete. A Polícia Militar distribuindo cacetadas, bombas de efeito moral e como ainda não haviam inventado as balas de borracha, um caminhão esguichava água suja sobre os manifestantes.
Se vocês repararem bem na foto reproduzida, verão o muro da Praia do Flamengo, que serviu como escudo para o Jeff, Gabriela e Bira. Dali nós corremos até a altura da Glória, onde atravessamos as pistas evitando o Monumento dos Pracinhas em direção ao meu “aparelho” na Rua Augusto Severo, Lapa, onde ficamos observando o movimento da cavalaria seguindo em direção ao local da manifestação.
Para minha tristeza, a mesma UNE recebeu recentemente do governo federal, a quantia de R$ 44,6 milhões para reconstruir sua sede no Rio de Janeiro e não mais se manifestar em favor das causas estudantis e do povo brasileiro.
Em agosto daquele mesmo ano a UNE se posicionou firmemente contra a bomba na OAB/RJ, que matou a secretária Dona Lida, e quase um ano depois, no primeiro de maio de 1981, contra o atentado no Rio-Centro.
Mas, o que eu poderia esperar se o presidente da UNE à época era nosso bravo comunista Aldo Rebelo, hoje ministro dos Esportes?
A única coisa que valeu de verdade foi ter conhecido Gabriela e seu sotaque portenho.



Um comentário:

  1. muito bom. lembro-me bem dessa época
    parabens. seu blog é interessantíssimo

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário